Spaghetti con pesto camberi Mamma Jamma

Postado em 25 de fevereiro de 2022 | por Mamma

4 curiosidades da culinária italiana que você não sabia

4 minutos para ler

A culinária italiana é uma das mais respeitadas e tradicionais do mundo. Ao longo dos anos, ela ficou conhecida por uma característica: a simplicidade e mistura dos insumos que, executados corretamente, dão vida aos pratos mais conhecidos e adorados dessa cultura. 

Sabemos que nenhuma receita vira tradição da noite para o dia. No espaço de alguns séculos, a região que hoje chamamos de Itália foi atravessada por diversas culturas e isso marcou a gastronomia do local. 

Muitas histórias e curiosidades surgiram a partir desses encontros, e como uma boa apaixonada pela cultura italiana, a Mamma vai compartilhar agora algumas singularidades com vocês. Sieti pronti? Vamos!

Influência Árabe 

A forma como consumimos o macarrão atualmente foi influenciada pela cultura Árabe. No século IX, a ilha da Sicília, localizada ao sul do país foi invadida e dominada pelos árabes, absorvendo assim parte de seus costumes.

A partir daí, começa-se a criar o hábito de secar a massa do macarrão para que ela dure mais tempo e seja conservada da melhor maneira. Nesse momento, frutas secas também passam a fazer parte do menu dos sicilianos. 

Um italiano inventou o Panetone

Assim como a grande maioria das receitas, esse símbolo natalino surgiu de um equívoco na hora do preparo do que seria um outro prato. O Panetone, ou “Pani di Toni”, ou traduzindo para português: “Pão de Toni”.

A lenda conta que o cozinheiro Toni estava incumbido de produzir um jantar de Natal para o duque de Milão Ludovico Sforza, no século XV. O que eles não contavam é que o mestre cuca estaria exausto depois de produzir um banquete.

Devido a isso, ele acabou esquecendo uma fornada de biscoitos que serviria de sobremesa no forno. Todos queimaram e o chef entrou em desespero. Para tentar remediar a situação, ele pegou os insumos que haviam disponíveis, como farinha, ovos e açúcar, e criou uma espécie de bolo. 

Para dar o requinte que a realeza merecia, ele adicionou frutas cristalizadas, um ingrediente considerado nobre no período da renascença. Ele levou o bolo à mesa sem saber como seria a reação dos convidados e ficou surpreso: todos amaram e devoraram até a última migalha!

Com o passar dos anos essa receita foi caindo no gosto dos italianos e se popularizando cada vez mais, virando também um símbolo do Natal. 

O molho para macarrão só virou costume em 1700

Antes desse período o macarrão era devorado pelos italianos com as mãos, sem nenhum tipo de molho! Eles aproveitavam o sabor apenas da massa. Foi apenas em 1700 que se criou o primeiro molho específico para o macarrão!

Os insumos das receitas são italianas são simples, mas você sabe por quê? 

O território italiano passou por diversos conflitos ao longo de sua construção cultural. Esses séculos atravessados por guerras, fizeram com que a população precisasse se adaptar para se alimentar. 

Essas pessoas então aproveitavam o que estava disponível, que na maioria das vezes era uma carne simples, um queijo e algum tempero. 

Atualmente, as receitas se mantêm as mesmas. O Spaghetti Cacio e Pepe, por exemplo, é feito apenas com macarrão, queijo e pimenta. Mas então, o que torna tudo tão saboroso? A qualidade e a mistura certa dos insumos, e disso, a Mamma entende bem! 

Se você, assim como a Mamma, é apaixonado por cultura e curiosidades italianas, que tal assinar a nossa newsletter? Todo mês temos matérias fresquíssimas para rechear cada vez mais os seus dias!