A uva Primitivo é considerada uma das melhores da Itália para a produção de vinhos, e temos um rótulo exclusivo com essa maravilha. Conheça mais sobre ela!
Postado em September 11, 2020 | por Mamma

Uva Primitivo: os aromas da Puglia em sua taça

 

Como uma boa #pizzalover, a Mamma sabe como é importante ter à mesa um bom vinho de acompanhamento, ou até mesmo como ingrediente principal da refeição. Assim como a Mamma, os vinhos da casa também exibem muito carinho e cuidado em todos os aspectos. Pensa-se em tudo: desde a mistura de sensações equilibradas no paladar até o design da garrafa e do rótulo.

 

Acredita-se que o vinho é uma potente fórmula de boas memórias e, por que não rejuvenescedor? Aqui, você entenderá um pouco melhor sobre como isso acontece. Onde essa história começa? Por quais países ela passa? Quais caminhos são traçados até que se possa levantar as taças no centro da mesa e dizer: tim-tim! 

 

Já que o vinho é uma das grandes estrelas das casas da Mamma, não poderíamos deixar de falar dela: a Uva Primitivo, que dá origem à um dos principais rótulos da casa. 

 

A origem

Um vinho com uva Primitivo e uma redonda de Aglio e Pepe. Tem combinação melhor?

Vinho MJ e Pizza Algio e Pepe. Foto: Derek Mangabeira.

Quando pensamos na uva Primitivo, podemos pensar também na belíssima região Italiana onde o cultivo das safras acontece em larga escala: Puglia!

 

Puglia é uma grande região localizada ao sul da Itália, muito conhecida por suas praias e destinos turísticos, assim como pelo cultivo de vinhos que são referência ao redor do mundo. Caso você ainda não tenha experimentado, ainda dá tempo! Um número que também impressiona é que, segundo o Clube dos Vinhos, a região é responsável por 17% da produção dos vinhos Italianos.

 

E quando falamos sobre vinhos que são cultivados nesta região devemos considerar a presença de um mar que pode ser determinante para a qualidade dessa uva: o mar Jônico. A proximidade entre as vinícolas e essas águas faz com que, mesmo com as altas temperaturas do verão, o clima seja propício para o plantio devido à umidade. 

 

A complexidade climática desse lugar faz com que as uvas tenham características ainda mais acentuadas, como tons de roxo mais fortes e sabores mais elaborados. O que pode ser muito vantajoso quando vamos harmonizar com um prato, por exemplo, ou até mesmo para degustá-lo sozinhos.

 

Por sua larga extensão territorial, os vinhedos da Puglia contam com solo de calcário, negro e vulcânico. Um riqueza mineral!

Vinhedo na região da Puglia, Itália. Foto: reprodução.

 

Entretanto, não foram em todos os momentos da história que a região foi considerada uma referência quando se trata de vinhos. Durante muitos anos, os vinhos originados na Puglia eram considerados de baixo nível, e comprados apenas em ocasiões diárias e sem muita pompa, como por exemplo almoços cotidianos. 

 

Esse quadro começa a mudar no século XVIII, quando descobre-se a uva Primitivo, que por sua genética começa a ser considerada uma das uvas mais nobres e de melhor qualidade da Itália

 

Uma curiosidade sobre o processo de difusão dessa uva pelo mundo está guardada no início da imigração italiana para os Estados Unidos, por volta do ano de 1820. Com essa movimentação as pessoas acabaram levando consigo uvas para o plantio em novas terras. Nesse momento, começa-se a plantar o que hoje conhecemos como clone da uva Primitivo: a uva Zinfandel.

 

Quando fala-se sobre uvas “gêmeas” isto nada tem a ver com a genética em si, quer dizer apenas que é um subtipo da mesma uva escolhida para algum plantio específico. Existe pouquíssima diferença entre elas. A região mais conhecida por plantar a uva Zinfandel é a Califórnia, nos Estados Unidos.

 

A composição do Primitivo: por que escolhê-lo?

A essa altura você deve estar se perguntando: o que vinhos com a uva Primitivo tem de tão diferente, e por que eu o escolheria para acompanhar a minha pizza? 

 

A grande diferença dela para as demais uvas é muito mais simples do que se pensa: o tempo de maturação. Enquanto as outras uvas como Cabernet Sauvignon, Malbec e Pinot Noir são colhidas apenas em meados de Outubro, a Primitivo amadurece em Agosto, e então já pode ser colhida e preparada para virar vinho. Por isso o nome Primitivo: a uva que vem primeiro. 

 

Justamente por isso, apenas produtores experientes e pacientes optam por plantar essa uva. É preciso estar atento ao tempo de maturação para colhê-la no tempo certo e com uma quantidade adequada de acidez. Essa acidez será responsável por deixar a uva com um sabor absolutamente marcante quando comparado com as demais. É realmente inesquecível!

 

Nossa adega de vinhos na Barra da Tijuca é recheada de opções para acompanhar os pratos da Mamma.

Adega de vinhos da Mamma na unidade Barra da Tijuca. Foto: Derek Mangabeira.

Na realidade, o que também diferencia a uva Primitivo das demais é sua polpa: por ser de um formato pequeno, ela guarda em si uma incrível quantidade de açúcar. Esse atributo contribui para que a personalidade do vinho seja marcada por um teor alcoólico acentuado.

 

Em conjunto com esses traços, o Primitivo também é conhecido por seu sabor opaco e seus taninos macios. Ficou na dúvida sobre o que é um tanino e como reconhecer um Primitivo apenas pelo sabor?

 

Taninos são elementos naturais que podem ser encontrados em árvores, folhas e cascas. Eles são desenvolvidos como uma proteção natural de vegetais e frutas para evitar que animais as devorem, o que faz com que eles tenham um gosto geralmente muito ácido.

 

Quando diz-se que um vinho é ácido, a tradução dessa expressão, seria: um vinho com grande frescor e que tem a capacidade de manter as contradições do sabor presentes em seu paladar.

Sabe-se dessa forma, que um vinho é de qualidade. Também encontramos grandes concentrações de taninos em barris de carvalho, que conservam os vinhos.

 

Os taninos macios da uva Primitivo podem ser um ótimo aliado à saúde, se ingeridos em medidas seguras, por possuírem propriedades antioxidantes. Essa especificidade, faz com que o envelhecimento da pele, por exemplo, chegue um pouco mais tarde do que o esperado. Será que uma tacinha de vinho por dia é o segredo da juventude?

 

Toda essa complexidade de sabores é uma ótima pedida para harmonizar com uma pizza Mamma Jamma. Que tal? 

 

A produção do vinho com uva Primitivo della Mamma

A Mamma conta com produtores de extrema qualidade. Com os rótulos Primitivos della Mamma não podia ser diferente. O produtor responsável por cuidar de todo o processo do vinho Primitivo é a Famiglia Castellani, que está há 115 anos produzindo e exportando vinhos por todo o mundo.

 

Antes de chegar às casas da Mamma, nossos rótulos com a uva Primitivo percorrem um longo caminho desde sua colheita até o amadurecimento.

Foto: Derek Mangabeira.

Antes de chegar em terras brasileiras, como rótulo exclusivo da Mamma Jamma, os vinhos passam por uma série de etapas cuidadosas até chegar às mesas. Todas executadas com muito carinho e atenção, como a Mamma preza. 

 

Começando pelo solo, que é peça de importância fundamental quando falamos sobre plantio. Como Puglia é uma região extensa, podemos contar com alguns tipos de solo diferentes como por exemplo: solo de calcário, solos negros e também vulcânicos. Uma vez que a uva é plantada, é preciso ter atenção ao tempo de colheita da safra para que não se perca o tempo certo de recolhê-la.

 

Todos esses momentos acontecem na Puglia. A cada vinícola da produtora, existe também uma adega para que as uvas possam ser imediatamente prensadas, vinificadas e refinadas da melhor maneira possível.

 

Em seguida, o líquido é transportado para o estado de Travalda, no norte da Itália, onde fica a central de engarrafamento. Conta-se com uma enorme capacidade de armazenamento em barris e adegas de envelhecimento. Lá, elas permanecem 24 meses em barris de carvalho, até finalmente serem engarrafadas e transportadas diretamente para as casas da Mamma. 

 

Harmonização do vinho com uva Primitivo 

Não é muito difícil achar um prato brasileiro ou italiano que harmonize bem com o sabor marcante da uva Primitivo. Carnes vermelhas, por exemplo, são uma ótima pedida. 

Quando falamos de pizza então, tudo se torna ainda mais simples e especial. A harmonização fica absolutamente perfeita quando falamos de uma pizza Calabresa com Gorgonzola, por exemplo. Quem sabe uma pizza Peperonata Speciale?

 

Uma taça de vinho tinto com uva Primitivo e um prato do pranzo della Mamma. Salute!

Foto: Derek Mangabeira.

Pode-se pensar também em harmonizá-lo com alguns pratos de almoço que existem nas casas da Mamma, como a Lasagna Di Manzo Al Funghi: Lasanha com ragu de carne, cogumelos e molho de tomate. Gratinado com parmesão.

 

Talvez uma massa um pouco mais robusta para acompanhar a sua experiência junto a esse vinho tão sensorial? Nas casas da Mamma, é possível encontrar algumas massas que combinam perfeitamente, como por exemplo o Pappardelle Alla Matriciana: massa caseira ao molho de tomates frescos, bacon, alho, manjericão, sálvia e pimenta calabresa.

 

O Antepasto della Mamma não poderia ficar de fora de todas as abundantes combinações que podem ser feitas entre nosso vinho e nossos pratos. Para aquela noite de reunião com os amigos, ou até quem sabe durante uma comemoração especial em um sábado a noite, a melhor combinação é: antepasto Della Mamma e uma taça de Primitivo. 

 

Onde encontrá-lo? 

Se você é um #winelover e quer achar o rótulo Primitivo Puglia, é muito simples. Basta ir até qualquer casa da Mamma no Rio de Janeiro. Caso prefira permanecer em casa, é possível também degustá-lo via delivery. De todo modo, um vinhozinho é sempre uma ótima opção. E aí? Já pediu o seu?

SHARE: